AE Patrimônio

Cuidados que você precisa ter na hora de comprar um imóvel na planta.

Seja pela conquista financeira ou pelo desejo de constituir uma família a busca por imóveis na planta é uma das opções mais comuns na hora de financiar o empreendimento com parcelas acessíveis e no tempo adequado. Porém, alguns cuidados precisam ser levados em conta para evitar dores de cabeça futuras.

imagem: Shutterstock
imagem: Shutterstock

O que levar em conta na hora de comprar um imóvel na planta?

1 – Trabalho da incorporadora e Histórico da construtora.

Apesar de muitos confundirem os papéis da incorporadora com construtora é importante lembrar que são empresas diferentes e por isso precisam ser avaliadas individualmente. Além disso com tantas opções no mercado, vale a pena conversar com um corretor de imóvel para conhecer a reputação das empresas.

Outro ponto a ser avaliado no caso das construtoras é se informar sobre a tecnologia com qual ela trabalha. Procure também visitar os outros empreendimentos construídos pela empresa sempre atento as condição da edificação como também se informar com os proprietários sobre os prazos de entrega e qualidade dos serviços prestados.

2 – Materiais de divulgação

Sempre que um novo empreendimento é lançado, as incorporadores desenvolve uma série de matérias de divulgação para chamar a atenção do público. Por esse motivo é importante que na hora de visitar o plantão de vendas você leve o material junto. Dessa forma você pode conferir se o material divulgado corresponde ao que está realmente sendo ofertado.

A maquete física muitas vezes acaba passando uma imagem de perfeição quando vista pela primeira vez. Por esse motivo, é importante tomar cuidado para não se enganar com a representação externa do material. Observe a posição do imóvel em relação ao sol e também o entorno para ver se o empreendimento oferece boa iluminação e facilidades de acesso.

imagem: Shutterstock
imagem: Shutterstock

3 – Provas materiais e Documentos do empreendimento

Ninguém quer dor de cabeça na hora de negociar um imóvel, não é mesmo? Para isso é importante que os acordos do contrato realmente saiam do papel. Além disso, uma dica é, guardar todo e qualquer material oferecido pela incorporadora ou pela construtora do empreendimento.

Certifique-se também que a incorporadora está em dia com todos os registros do empreendimento. Peça à incorporadora uma cópia do memorial de incorporação da obra, já os outros documentos deverão atestar a propriedade do terreno, o cálculo preciso da área do imóvel e se o projeto de construção foi aprovado pela Prefeitura.

Apenas os documentos devidamente registrados podem ser reconhecidos por lei. Então não adie seus registros e considere que uma pequena economia inicial pode custar caro no futuro.

4 – Detalhes do contrato e Condições do seguro

A dica parece velha e batida, mas ler todos o adie seus registros e considere que uma pequena economia inicial pode custar caro no futuro. Sendo assim dedique o tempo que for necessário para ler cada página até o final. Em caso de dúvida, consulte um advogado de sua confiança.

Preste atenção se na clausula do seguro ele protege ambas as partes e não somente a incorporadora.

5 – Custos extras

Durante a construção do empreendimento já economize para as taxas extras como Escritura Pública, Registro de Imóveis e imposto (ITBI). E tome cuidado com as cobranças de valores considerados abusivos, como é o caso das taxas de assistência jurídica e de corretagem

Esperamos que depois dessas dicas você se sinta mais preparado para comprar seu imóvel na planta. Mas se ainda ficou uma dúvida venha tomar uma café com a gente.


AE Patrimônio | O Jeito Certo de Escolher  Imóvel.

 

AE Patrimônio

Este artigo foi produzido pela AE Patrimônio. Gostou? Compartilhe suas sugestões e dicas, nossos consultores vão adorar conversar com você. Deixe seu comentário abaixo!