AE Patrimônio

Já é muito comum ter animais de estimação em casa. Tão comum, que alguns chegam a ser considerados integrantes da família.

Dos maiores aos menores, sejam adultos ou crianças, é bem difícil encontrar alguém que não goste da companhia de um bichinho.

Agora imagine, alguém que gosta tanto de seus pets, mas que por algum motivo precisa se mudar para um apartamento. Será possível levar seu animalzinho junto, ou esse laço afetivo terá que ser desfeito por conta das limitações físicas do imóvel?

Pensando nestes casos, e nas pessoas que já moram ou pretendem morar em apartamentos e pensam em ter animais de estimação, decidimos construir esse artigo.

Então vem conosco saber o que será do seu animalzinho em seu novo apartamento!

Posso ter um animal de estimação em meu apartamento?

Antes de qualquer coisa, é preciso deixar algo bem claro aqui: um condomínio não pode, de forma alguma, impedir que um morador tenha um animal de estimação.

O Artigo 19 da Lei nº 4.591/64, que trata dos condomínios, deixa bem claro que o condômino pode ter, se quiser, um animal de estimação. A única exigência legal é que sejam respeitadas as normas de boa vizinhança. 

Ou seja, você pode ter seu animal tranquilamente em seu apartamento. No entanto, regras com relação ao convívio são impostas pelo condomínio, e não ferem seu direito.

Então saiba que, independente de qualquer coisa, respeitar os vizinhos é fundamental. Portanto, procure conhecer quais são as regras sobre animais em seu condomínio.

Podem haver exigências quanto ao uso de elevadores, focinheiras, obrigatoriedade de coleira em áreas comuns.

Mas acima de qualquer determinação, é fundamental saber usar do bom senso. Essa é uma regra básica de qualquer lugar onde se deseja construir uma convivência pacífica e proveitosa, para todos os interessados.

Sugestões de animais para ter em seu apartamento

Agora que você sabe que pode ter animais de estimação em seu apartamento, chegou o momento de escolher aqueles que melhor se adaptarão ao ambiente.

Isso porque, embora você não possa ser proibido de ter um animal em seu imóvel, bichos de grande porte ou muito barulhentos não são uma escolha muito racional.

Sendo assim, pensamos em algumas espécies que você pode criar tranquilamente, sem causar qualquer tipo de incômodo ou problema com seus vizinhos.

  • Cães (opte por cães de porte pequeno, como Poodle, Yorkshire, Schnauzer, Pinscher, Pug e Buldogue francês e tome muito cuidado com relação ao barulho que eles produzem);
  • Gatos;
  • Peixes;
  • Coelhos;
  • Pássaros (tome cuidado com espécies barulhentas, ok?);
  • Furões;
  • Roedores (Hamsters, Porquinhos-da-Índia, Chinchilas, Camundongos, Ratos);
  • Tartarugas;
  • Animais exóticos (lagartos, cobras, insetos).

Alguns dos animais listados aqui são mais difíceis de se encontrar. por isso, tenha sempre o cuidado de adquirir animais legalizados, em estabelecimentos devidamente reconhecidos e autorizados pelo IBAMA. Do contrário, você pode estar colaborando com o tráfico de animais, que além de ser uma prática criminosa, faz muito mal às espécies e ao planeta.

Cuidados necessários com seu animal de estimação

Lembre-se que cuidar de um animalzinho exige alguns cuidados que devem ser mantidos mesmo quando ele é criado em um apartamento.

  • Reserve um espaço para as necessidades fisiológicas;
  • Separe um espaço para o animal dormir;
  • Mantenha cuidados com a limpeza em dia, especialmente no caso de animais de gaiola;
  • Brinquedos e distrações para o animalzinho;
  • Cuidado com a segurança do animal no apartamento;
  • Mantenha em dia a vacinação e cuidados veterinários;
  • Use focinheira quando necessário;
  • Instale telas de proteção para o animal não fugir ou sofrer acidentes.

Cuidados com o seu Apartamento

Além de saber como adaptar seu pet a casa nova, também é preciso fazer o inverso – adaptar seu apartamento para a chegada desse novo morador.

De acordo com o animal que você tiver, é possível que aconteçam alguns danos à sua propriedade.

Esses danos podem ser desde mordidas e arranhões em portas, azulejos e pisos até mesmo a deterioração por conta de necessidades fisiológicas.

Portanto, são preciso alguns cuidados especiais para que a integridade de seu apartamento seja mantida:

  • Escolha acabamentos adequados para um animal de estimação – desde que o mesmo fique solto pelo apartamento.
  • Cuidado com os pisos, que podem sofrer arranhões pelas unhas dos animais;
  • Podem haver danos às paredes, desde sujeira até marcas, causadas pelas patas do seu pet;
  • Os móveis também podem ser vítimas de mordidas, arranhões e até mesmo quedas causadas pelos bichinhos;

Agora que você já sabe que pode ter tranquilamente um bichinho de estimação em seu apartamento, não precisa mais deixar de procurar essa opção de imóvel.

Se você está precisando de ajuda para encontrar onde morar, saiba que a AE Patrimônio pode te fornecer todo o suporte necessário.

Então vem bater um papo conosco e descobrir o melhor local para que você e seu animal de estimação possam viver!

AE Patrimônio

Este artigo foi produzido pela AE Patrimônio. Gostou? Compartilhe suas sugestões e dicas, nossos consultores vão adorar conversar com você. Deixe seu comentário abaixo!

Empreendimentos vendidos na planta: uma boa saída?
14 jan
Dicas

Empreendimentos vendidos na planta: uma boa saída?

Realizar a compra do imóvel próprio é o grande sonho de boa parte da população. Para algumas pessoas, inclusive, é […]

leia mais
Qual é a documentação necessária para comprar minha casa?
11 dez
Dicas

Qual é a documentação necessária para comprar minha casa?

O sonho do imóvel próprio passa por diversas etapas antes de se tornar, de fato, realidade. Desde a escolha da […]

leia mais